Culpa da minha geração…

Tempos bicudos os nossos.
De carne estragada aditivada e renovada;
De leite puro tornado impuro com soda cáustica para aumentar o volume (aumenta o volume que não ouvi isso direito!);
De notícias falsas que são vendidas como verdades nos meios de “comunicação de massa” (não existe melhor termo para designar o povo: massa… significativo, não!?);
De políticos impolutos que se vendem e nos vendem como mascates sem alma e sem consciência que são (e se julgam “sãos”… oxalá!!);
De recall constante de produtos novos com peças defeituosas;
De construções erguidas que não se suportam e desabam como se fossem de papelão…que papelão!…
De chocolate que de cacau só tem o desenho na embalagem, quando tem;
De comidas saudáveis cheias de agrotóxicos para deixá-las mais bonitas… e palatáveis?!;
De pessoas “morando” nas ruas, se misturando ao lixo como se lixo fossem…;
E tantas outras coisas que poderiam ser elencadas além dessas.
E para coroar, um “galã” maduro das novelas globais que pego no abuso, abusa de nossa inteligência ao culpar a sua “geração” pela atitude misógina e desrespeitosa pela qual tratou uma mulher… porque acha que “pode”… pode isso, Arnaldo?! É claro que não, não pode!!!
Se fosse culpa da geração, ele teria mais respeito, porque o homem da década de 50 (ele nasceu em 1949) era o tipo de cara que abria a porta do carro para as mulheres, mandava flores, pegava na mão com respeito, flertava com discrição…
Se assim fosse, estava ferrado, a minha geração foi da década de 60, cresci no período militar… será que eu teria de ser autoritário por causa disso?!
Para mim não importa de onde viemos ou em que década nascemos, o que faz o nosso caráter são os valores passados para nós através de nossa educação (formal e informal). Para aonde estamos indo, conduzindo e sendo conduzidos com os exemplos que temos hoje?
Me pergunto se a face que me olha de volta no espelho enxerga aquilo que me tornei ou aquele que esperava que eu fosse?!
Quem nos tornamos?
Que sociedade estamos construindo?
Qual será a herança que deixaremos para as futuras gerações?!
Que presente estamos nos dando de presente?!
Quem somos nós?!…

Por Carlos Mani – Ator e facilitador em cursos de desenvolvimento humano

Anúncios

2 comentários em “Culpa da minha geração…”

  1. Eu gostaria até de considerar uma atitude corajosa e honrosa, o reconhecimento do erro. Mas tenho que ir com calma, pois segundo me consta, essa atitude foi tomada sob a pressão da mídia e das circunstâncias, depois de tentar em vão relativizar a gravidade do fato. Não me pareceu espontânea.

    Mas façamos a nossa parte, vamos aproveitar para refletir quais outras atitudes inadequadas estarão embutidas na criação das nossas gerações em todas as esferas, sem a pressão da justiça ou da opinião publica, para construir um futuro mais descente e mais respeitoso nas relações entre as pessoas.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s